Sites Grátis no Comunidades.net
Nossa Historia

História do Surgimento da Igreja Adventista da Nova Aliança

 Recapitulando a nossa historia que pertence  a historia do sangue da nova aliança da cruz 


Ano 31 - Jesus morre trazendo justiça eterna, obedecendo em nosso lugar , nos dando sua obediência , sua justiça, pela transferência pela morte na cruz, pois como segundo Adão  seu direito de não morrer nos foi transferido, resgatando o direito perdido por Adão da vida eterna, substituindo a herança da morte , por herança da vida, a herança de nascer na carne e no pecado, por uma herança de nascer do espírito de Cristo, manifestando em nós suas características. 

Anos 529 -538 a 1789-1798, Este período de 1260 anos se inicia com  o imperador Justiniano que estabelece diversas mudanças no mundo como:

1. Legisla que a Igreja fiscaliza, vigia, vela, sobre todos os funcionários do império, estabelecendo assim a igreja acima do império romano, que é o quarto animal de Daniel e um dos animais de apocalipse 13, dando inicio ao cesaropapismo e domínio da igreja cristã  sobre o estado.

2. Faz uma ampla reforma e mudança  de leis que se tornam o modelo sistemático do mundo ocidental até hoje, onde o espírito das leis são substituídos pela letra, e se pratica mais injustiças que justiças devido o aprisionamento do homem a letra ser maior que ao espirito da letra conforme manda o evangelho sob a nova aliança ( 2 corintios 3)

3. Justiniano faz uma carnificina em Constantinopla e no ocidente, e apregoa o ideal de "uma só igreja, um só império e uma só doutrina" , estabelecendo o absolutismo eclesiástico, estatal e hermenêutico. Tais atitudes precederam o surgimento do islamismo que dominou e domina o territorio que era de roma oriental ao sul da europa (Rei do sul de Daniel 11)

A tradição da igreja unida ao poder estatal perverteu o cristianismo, mudando diversas leis e diretrizes sobretudo de Jesus, criando reações internas na igreja como de Francisco de Assis, Wiclef, reformadores protestadores como Lutero e outros. 
 
1260 anos de degradação cristã onde obras , igreja, estado, lideranças, cleros, doutrinas , concordância e imposição doutrinaria,  substituíram a doutrina da graça de Deus e da justificação pela fé , do homem , substituiram a ênfase na comunhão por obras, a revelação por intelectualismo e a verdade por conveniências politico-religiosas. 

Anos 1300-1900 reforma protestante tenta resgatar o valor da graça e do sangue, a reforma protestante é a reforma da graça e da justiça divina recebida pela fé, tenta resgatar a autoridade da Bíblia sobre a autoridade dos líderes da época, tenta centralizar Jesus em vez do homem na condução da sua igreja, busca separar estado de igreja (Ver Lutero em "a liberdade do Cristão") , separar o reino espiritual do reino material assim como se estabeleceu no evangelho "o meu reino não é deste mundo'.

Anos 1832-1863 surge o adventismo com maior ênfase na volta de Cristo, profecias, lei, sábado, comidas, etc ...que na ênfases do  evangelho, caridade, amor, expulsão de demônios, curas,  fé no sangue de Cristo, na justiça recebida pela fé, no novo nascimento, dons espirituais. Este grupo se caracteriza por combater os evangélicos de sua época alegando serem mais fieis a Deus por guardarem o sábado e terem mais luz advinda de livros de Ellen White (70% copiados de diversos autores não citados). 

Ano 1888 Deus envia 2 mensageiros Jones e Waggoner aos adventistas e eles são duramente rejeitados conforme o historiador George Knight da IASD descreve com honestidade - livro da CASA , eles criticam a mentalidade sectária, judaica, legalista e apregoam a nova aliança , Gálatas e Romanos como a maior necessidade do adventismo. Eles recebem apoio inicialmente de Ellen White, mas são perseguidos pela liderança da época que ao fim de uma década,  os mandam embora. Ellen White foi mandada contra sua vontade para Austrália por apoiar Jones e Waggoner, mas 9 anos depois quando volta , não os apoia mais , porém  a liderança da igreja. 

Ano 1892 A Igreja adventista encomenda o livro genuinamente cristão  "Caminho a Cristo" reivindicado como autora  por Fannie Eugenia  Bolton, assistente de Ellen White,  o qual traz seu estilo literário (apesar de levar o nome de Ellen White)  e dispara em aumento de número de membros (até ali estava estagnada) Fannie, que era muito solicitada por Ellen White para servir-lhe de assistente (Ela teve em torno de 30 assistentes escritoras trabalhando em sua biblioteca particular de 1600 livros teológicos) , passa a ser duramente repreendida quando reivindica autoria deste livro e   de outros artigos de Ellen White, sua chefe. 

Ano 1950 Deus envia o pastor Walter Martin batista aos adventistas com a mensagem de que não deveriam fazer dos livros de ellen White a interpretação infalível da Bíblia, pois isto os restringiria de entendimento mais amplo que o Espírito Santo tem dado a Igreja Cristão, inclusive usando milhares de intérpretes nitidamente inspirados. A AG (associação geral da Iasd)  concorda com a observação e promete resolver tal mentalidade adventista, porém não cumpre o trato, pelo contrário, intensifica a divulgação dos livros de Ellen White, sem as aspas de outros autores , justificando seus erros, e promovendo a idolatria a sua pessoa. 

Ano 1977 Deus envia o Pastor Geofrey Paxton com linda mensagem aos adventistas, mostrando que a maior necessidade da Iasd era a justiça pela fé,  e reviver a mentalidade espiritual da nova aliança da igreja cristã primeira.

Ano 1987 Deus envia o pastor Morris Venden com suas 95 teses de justificação pela fé e com diversos livros evangelizadores. Alegremente adventistas recebem seus livros como água em terra seca pelo legalismo e muitos se convertem a Jesus. 

Anos 1980-1990 Deus envia e usa poderosamente o pastor Alejandro Bullon  lançando mensagens antilegalistas, exaltando o amor e a graça divina e o revolucionário livro "Conhecer Jesus é Tudo".  Suas mensagens centralizam em Cristo e desprezam a religiosidade baseada em regras , praxes e leis. Ele é perseguido no inicio de seu ministério e mandado embora do cargo de departamental de jovens onde atuava como evangelista interno, para o departamento de evangelismo externo  sob os moldes catequistas de ensino das doutrinas adventistas.

Ano 2001 , em 22 de Agosto, foi vista 4 vezes a Igreja Adventista da Nova Aliança , com ladrilhos azuis e branco, padrões de muitas construções adventistas,e letras metálicas com este nome. O significado desta visão parece sugerir que dentro do adventismo existem muitos que vivem ou querem viver  sob a nova aliança, que andam sob guia do espirito mais que sob guia de regras e letras,  mas estão aprisionados pelo sistema tradicional, pelas praxes, costumes e valores tradicionais.

Ano 2002 , Deus manda chamar uma lição do trimestre da escola sabatina, chamada "Nova Aliança",  que tentava igualar a velha e a nova aliança de "lixo", explicando as grandes diferenças que as mesmas possuem tal como Spurgeon e muitos outros explicam. (* Isto porque no adventismo e religioões judaizantes , procura-se igualar aliança da lei com a nova aliança eterna que é antes , depois da lei e estará eternamente amem) 

Ano 2002, Deus faz encontrar a carta de despedida de Alonso Jones  na qual se destaca a rejeição da iasd do modelo administrativoe teológico cristão por um modelo mosaico, de moisés, da velha aliança dos judeus e não do cristianismo.

Ano 2002, Descobre-se que a "Igreja Adventista da Nova Aliança" nunca existiu e era uma visão, a descoberta se dá  depois de muito procurar pela mesma no bairro Estrela D'alva em Contagem, próximo ao zoológico de Belo Horizonte-MG.

Ano 2003 Deus fala para uma irmã do Sul  chamada Clair  sobre a Igreja Adventista da Nova Aliança

Ano 2009 Inicia o site da IANA encorajado pelo movimento de "Volta ao Evangelho " encabeçado por Cristo nas pregações do pregador  Paul Washer, John Pipper, Steven Lawson

Ano 2010 Nos Primeiros cultos  , observamos a  presença de Deus , a paz, e principalmente grande  iluminação das escrituras, onde temas e textos foram abertos em entendimento . Entre muitos entendimentos descobrimos que a velha aliança era centrada na obediência do homem, mas na nova aliança é Deus quem oferece sua justiça e sua obediência como cordeiro sem manchas em nosso lugar. ALELUIA! ELE NOS SALVOU DA MORTE, DA CONDENAÇÃO E DO PECADO!!!

Ano 2011-2014 O site recebe em todas as suas páginas mais de 800 mil visitas

Ano 2015 Deus confirma que devemos iniciar esta Igreja, e confiados nEle, em sua graça, nas escrituras, nas necessidades de voltarmos ao evangelho,  estamos PLENAMENTE decididos!





TESTEMUNHO DE COMO SURGIU A IANA

Fonte: Cristãos Adventistas Livres 
Meu testemunho tem íntima relação com o que aconteceu na IASD em 1888, a Morris Venden, ao  fenômeno Alejandro Bullón dos anos 80 e 90, quando estes pregadores tentaram transformar o adventismo mais controlado por discipulos de ellen white com seus pontos positivos e negativos.
 
Em 1888, ocorreu um fato que nos parece uma verdadeira réplica da transição entre judaísmo e cristianismo que enfrentaram Paulo e os cristãos da nova aliança da graça, do Espírito Santo e da centralização em Jesus.
Dois pastores, Jones e outro Waggoner, tentaram trazer de volta ao evangelho os membros da IASD que estava, como grupo religioso, focada demais na lei, profecias, sábado e disputas doutrinarias, e se não bastasse esses enfoques que não são de Jesus e nem do Novo testamento, ainda se julgando de forma como único povo correto da face da terra .
Eles foram apoiados até mesmo por E.G.White (uma das fundadoras do adventismo que tem forte legalismo na maioria de seus escritos e copilações não citadas de outros autores presbiterianos, batistas, etc) mas mesmo assim, enfrentaram muitas perseguições internas.
Até mesmo a própria E.G.White foi praticamente expulsa dos EUA quando esta não somente apoiava mas também acompanhou por diversos anos, Jones e Waggoner em suas pregações aos adventistas reavivando-os na graça.
Estas perseguições que Paulo classificou como "Hagar" perseguindo "Sara" em Gálatas, se repetem até o dia de hoje quando pastores e membros levantam a bandeira da justiça de Jesus em nosso lugar, e do poder da pregação desta graça ensanguentada, desse amor sem limites de Deus, desta paixão de Cristo por nós, como forma evangelística mais eficiente que a pregação da lei e dos deveres na antiga forma moralista do VT. Para quem não sabe, o Pastor Bullon e Morris Venden foram perseguidos em todo jornadear de seus ministério; O Pastor Bullon angariou muitos desafetos quando emitiu estes sermões dos anos 80-90 - VEJA AQUI http://igrejaadventista.no.comunidades.net/index.php?pagina=1414007247
Contemporaneamente, destacamos outros heróis paulinos da fé como descendentes de Paulo, dos reformadores protestantes da justiça pela fé, e citamos algumas expressões atuais como Morris Venden, Carreiristas,Alejandro Bullon (dos anos 80) e outros. Sabendo que nossos irmãos evangélicos já caminham sob a ordem da nova aliança a muitos anos e possuem grandes nomes e representantes muito mais profundos no mistério revelado de Deus no novo testamento, como SpurgeonLuteroCalvino,Josimar Bessa Oswald Chambers, Knox, Úlrico Zwinglio, Guillherme Farel, Wesley, recentemente citamos Paul WasherSteve LawsonJohn Pipper,Augustus Nicodemus,Russel SheedCaio Fabio e muitos outros. Alguns livros inspirados verdadeiros homens de Deus vc pode baixar gratuitamente aqui -http://igrejaadventista.no.comunidades.net/index.php?pagina=1413562827
Testemunho de um adventista que descobriu as escalas de valores de Jesus
Antes fui ensinado a dar muita importância a lei, ao sábado, a pertencer a única igreja verdadeira da terra , a comidas, ao vegetarianismoe as coisas mais importantes do evangelho como amar inimigos, ter dons espirituais, ser nascido de novo, ser guiado pelo espirito santo, eram secundárias, pouco compreendidas, a graça ensanguentada de Deus mostrando seu filho esmagado por nossos pecados, o amor revelado de Deus, a humildade, o amor, a fé que opera milagres e expulsa demônios, ficavam em segundo plano, pois o que nos garantia eram doutrinas diferentes e melhores, eram "verdades presentes" , era praticamente um outro evangelho.
O sangue de Jesus, amar inimigos, perdoar, ser nova criatura, ser nascido de novo, ter os dons espirituais, o maior ser o menor, essas maravilhosas verdades passam a não ser uma realidade raras, mas comida, sábado, igreja melhor de todas, orgulho de ser e pensar isso e aquilo, doutrinas certas, eram a minha "vantagem" diante de outros grupos religiosos, que reputava como estando em trevas e eu na luz, por conhecer e concordar com tais e tais doutrinas.
Qual o resultado disso? Pergunte no sermão quem nasceu de novo? Quem sabe quantos são os dons espirituais e qual dom sobrenatural ele recebeu do Espírito Santo? As mãos levantadas serão mínimas, as respostas sobre os dons serão raras e/ou vazias de detalhes. Testei isso em alguns dos milhares de sermões que fiz quando pregador solicitado nas igrejas ASD. (De vez em quando ainda sou convidado a pregar, mas já existem cartas e ordens da associação me perseguindo e impedindo as pessoas de ouvirem o evangelho, eles fazem isso achando que estão servindo a Deus quando na verdade estão servindo outro deus a quem elegeram: a igreja, o sistema e o salario deles)
Fui educado a pensar que nossa igreja ASD era a única verdadeira, que sair da igreja era sinônimo de perdição. Que o sábado era um dos mais importantes mandamentos, que seguir ou nã ao sábado era sinônimo de cristianismo,verdadeiro e falso, que os dez mandamentos é o destaque que nos distingue na verdade, que o povo evangélico, suas curas e milagres eram quase sempre satânicos, e que todas as outras igrejas exceto a minha, compunham uma confusão religiosa, uma babilônia e estavam em erro esperando minha igreja melhorar para Deus guiar os sinceros delas para minha igreja.
Fui ensinado, como membro e como teólogo, a fazer um malabarismo teológicocom o apóstolo Paulo que combatia o judaísmo da lei, ensinado a interpretar a Bíblia a luz dos livros denominados "espírito de profecia" . Fui ensinado a desprezar milagres, curas sobrenaturais, por acreditar que este não é mais o método de Deus para os últimos dias, a não praticar a expulsão de demônios, já que o demônios raramente se manifestam na adventista que é a "menina dos olhos de Deus", a única mais sincera, a única mais verdadeira e a que mais me ajudaria aumentando a possibilidade de minha salvação. Fui educado a pensar que tinha mais luz que todos de outras igrejas e que trazia comigo o que era mais avançado em termos de compreensão da verdade de Deus.Meu orgulho foi muito alimentado, isso me fazia olhar as pessoas de cima para baixo.Me estimularam a crer que eu era dono da verdade, não a verdade Jesus, mas a verdade "doutrinas da minha igreja".
Fui ensinado a mudar o evangelho, que o método de cura que Deus usa hoje não é mais o método de cura que usou e recomendou no passado, que Deus substituiu o método antigo pela reforma de saúde e mudança de estilo de vida, porque satanás operaria muitos milagres conforme apocalipse prevê, e para que nós não fôssemos confundidos, Deus instruiu a E G White que que o método de curar de hoje é outro, então o que Jesus disse que "esse sinal acompanharão os que o seguem" (Mc 16:16) não vale mais, vejam só:
"A maneira por que Cristo trabalhava era pregar a Palavra, e aliviar o sofrimento por obras miraculosas de cura. Estou, porém, instruída de que não podemos agora trabalhar dessa maneira, pois Satanás exercerá seu poder pela operação de milagres. Os servos de Deus hoje não poderiam trabalhar mediante milagres, pois espúrias obras de cura, pretendendo ser divina, serão operadas.
Por essa razão o Senhor destinou um meio pelo qual Seu povo deve executar uma obra de cura física, aliada ao ensino da Palavra. Devem estabelecer-se hospitais, e com essas instituições devem estar ligados obreiros que façam genuína obra médico-missionária. Estende-se assim protetora influência em torno dos que vão aos sanatórios em busca de cura.
Essa é a providência tomada pelo Senhor, pela qual a obra médico-missionária evangélica deve ser feita por muitas almas". Carta 53, 1904. Escrita por E G White.
E assim fui estimulado a ser mais racionalista que espiritual, a ter mais fé na ciência do bom viver, que fé no poder de Deus, a orar menos e fazer mais. E ainda, a julgar os milagres dos evangélicos como obra satânica em perfeita semelhança aos julgamentos que os fariseus faziam e por isso, blasfemavam contra a operação do Espírito Santo.
É certo que Deus manda retirar a pedra, isso é, fazer o que podemos fazer pela saúde como usar plantas medicinais, cuidar do corpo, ir ao médico, e estar atualizado cientificamente para beneficio e prevenção de doenças, CONTUDO, não podemos nunca deixar a fé no poder de Deus de ressuscitar mortos, curar enfermos e restaurar cegos, algo que a ciência pouco ou nada pode fazer.
Bom, descobri que idolatrava a obra da IASD como sendo um braço de Deus, que respeitava o sistema hierárquico da obra (onde o maior é maior e o menor é menor), que idolatrava a lei e não obedecia 2 corintios 3, que fala que devemos substituir o glorioso ministério das tábuas de pedra da lei, tutor, aio, pelo super glorioso ministério do Espirito Santo (Jesus vivendo em nós), que idolatrei o sábado e descobri que o sábado não recebeu de Jesus tanta atenção que fui ensinado a dar , que Paulo teria falhado em não explicar algo "tão importante" sobretudo falharia quando escreveu Colossenses 2:16, gálatas 4:10, Romanos 14 e possivelmente Hebreus 3,4, os quais nos ensinam, fui ensinado a considerar tais passagens como "perigosas" "complicadas" a esconder isso de novos membros, a refutar o próprio texto bíblico e não a aprender com ele!
Descobri que idolatrava E G White e que não sabia que ela teve em torno de 30 assistentes que com ela copiaram muitos autores presbiterianos, batistas, sem citar as fontes, e que eu interpretava a Biblia a luz dos "seus" escritos e que o Espírito Santo não me revelaria nada novo alem do que ela já houvesse ensinado e interpretado em seus escritos (agradecimento ao Dr Walter Martin e a Associação Geral dos ASD que permitiram sua pesquisa)....
Descobri que deve ocorrer revelação nos cultos da Igreja e que deve ser dada oportunidade de alguém assentado que receber alguma revelação falar, descobri que todos nós podemos profetizar (I Corintios 14:31) e não somente E.G.W.
Descobri que Deus pode chamar um analfabeto e não somente alguém formado em teologia, pois o que deve ter primazia é a inspiração e não a informação.
Descobri que toda igreja quase não possui, não pratica, não estimula, e nem sabe quantos são os dons espirituais de I Corintios 12, que não somos uma igreja realmente do NT mas um tipo de cristãos judaizantes.
Descobri que a "profecia" do decreto dominical, que faz com que adventistas cultuem a guarda do sábado como talvez a mais importante coisa a se lembrar do "evangelho" , surgiu de uma tentativa de aprovação no congresso americano (sec XIX), quando os protestantes eram ainda meio legalistas e consideravam o domingo como judeus e adventistas ao sábado, e queriam impor sua observância na época.
Bom..descobri muitas coisas... e por fim, em 22 de agosto de 2001, Deus me fez ver quatro vezes a Igreja adventista da Nova Aliança, quando passei de carro em frente, parei o carro comentando com as pessoas ao lado, e que quando voltei ao local só havia uma casa velha...e esta experiência me estimulou ao estudo da Bíblia, das alianças, de 2 corintios 3, e foi me libertando dos enganos que sofri a vida inteira.

O Evangelho é eterno (apoc 14), o cordeiro morreu antes da fundação do mundo (apoc 13) e o pode-se dizer que todo movimento que centraliza sua mensagem no sangue do cordeiro é eterno tambem. 


Com muitos nomes e muitos representantes em todas as épocas, aqueles que discerniam o significado imenso e gigantesco do sangue do cordeiro, pertenceram a igreja deste evangelho eterno da nova aliança do sangue de nosso Deus que se fez homem para pagar nossas culpas e nos dar sua justiça!


Apesar disso e portanto;


A expressão do seu sangue se manifesta entre todas as igrejas, e por último veio se manifestar nestes dias, e é lindo contemplar a cruz novamente, e receber a luz que vem dela novamente, como se fosse uma novidade, por mais que esteja tão explicada em livros, hinos, nos evangelhos,  e em sermões efetuados em todas as igrejas!