Sites Grátis no Comunidades.net
adventistas.com 2003 - artigos

Voce sabe a diferença entre acusar e repreender? Satanás acusa, condena a Josué com suas vestes sacerdotais sujas  em Zacarias 3, mas o anjo, depois de vesti-l o com vestes puras, protesta contra ele para que ande nos caminhos de Deus.

Os profetas na Bíblia repreendiam , Jesus criticou o farisaismo, e a Bíblia está repleta de repreensões. Ocorre que na Igreja se criou uma cultura que condena os que repreendem como criticadores e acusadores satanicos para que os erros continuem . Isso é honesto?

Precisamos separar condenação satanica de repreensões baseadas na palavra e Deus para não chamarmos a obra de Deus de obra satanica!

Um amigo nos repreende e nos ajuda, nosso conjuge nos repreende para nos ajudar , já  um inimigo apenas nos acusa, rotula e fala de mal de nós, sem apelar para mudanças.

Precisamos saber distinguir para não nos confudirmos, seja repreendendo como um inimigo ou como um amigo, seja classficando toda e quaisquer repreensões de Deus ou não como sendo do inimigo. Que Deus nos abençoe!

 

Uma Visão Apocaliptica Precisando de Sérios Ajustes 

 

Talvez fosse quase impossível à Igreja Adventista do sétimo dia, ter a incumbência de pregar sobre a vigência da lei mudada em Daniel 7:25, sem se tornar legalista, ter que pregar sobre o sábado da teologia de Jesus ao dar exemplos emergenciais de se pder trabalhar aos sábados  sem se tornar judaizante, ter que pregar e explicar difíceis profecias historicas que deveriam ser aclaradas no tempo do fim, sem se tornar racionalista, ter que explicar santuário sem dar muita ênfase às igualdades que existem entre as diferentes  velha e nova alianças, e por fim, ter que pregar a queda espiritual das igrejas e pessoas que estiveram ou estão sob o domínio do mundanismo (babilônia) “caiu caiu grande babilônia”, sem tornar belicosa, acusadora e exclusivista.

Na medida que a Igreja acreditou ser este o diferencial que deveria proclamar ao mundo, ela deu tanta ênfase que acabou desviando das bases já esclarecidas no evangelho. Importa hoje voltarmos ao evangelho, urgentemente!

Na verdade estas mensagens soaram e ainda soam como grande novidade, mas fizeram com que nós adventistas nos esquecêssemos de muitas coisas mais importantes do evangelho, das cartas paulinas e da realidade da nova aliança que no novo testamento se implanta sob o ministério do Espírito Santo. Algum movimento, alguma igreja, haveria de cumprir essa missão divina de apregoar sobre a validade da lei, do sábado, explicar as profecias e denunciar o mundanismo prevalecente nas igrejas, e este movimento cumpriu esta missão, mas ao cumpri-la desviou-se das bases essenciais do evangelho, das cartas paulinas, da justiça pela fé e do ministério do Espírito Santo na nova aliança. Para resolver este problema imenso, EGWhite humildemente declarou que Deus enviou dois mensageiros , Alonso Trevier Jones e E J Waggoner, que em Assembléia geral de 1888, declararam verdades que abalaram e ainda abalam o adventismo. Egwhite prontamente aceitou tais verdades e ainda se tornou parceira destes dois pregadores por vários anos em diversas reuniões de reaviva mento e reforma espiritual, porem, a liderança da época tratou de tirar Egwhite que os apoiara do cenário, mandando-a para Austrália e passaram a perseguir estes dois mensageiros até que os mesmos foram cortados do ministério adventista. “A historia de Jerusalém ressurge: “Jerusalém que apedrejas os que te são enviados” Mas hoje após refletirmos talvez não o bastante, mas muito, podemos perguntar se é possível pregarmos a lei, o sábado, as profecias e a queda das igrejas sem sermos exclusivistas, legalistas, judaizantes e racionalistas? Sim, creio que seja possível. Tivemos uma oportunidade em 1888 e a perdemos, quem sabe hoje, oxalá aproveitaremos! Nós adventistas, inclusive EGWhite que admitiu isso, nos distanciamos muito do evangelho e das realidades propostas pelas cartas paulinas, separei alguns exemplos que demonstram o quanto!

Aqui temos um distanciamento entre a teologia de Paulo e a teologia que se destaca mais nos escritos de EGWhite. (Exceptuamos desta análise o livro "Caminho a Cristo" feito por EGWhite e suas assistentes, M Davvis e Fannie Bolton que inclusive  reinvindicou sua autoria,  exceptuamos tambem  grande parte do maravilhoso livro "Desejeado de Todas as Nações", tambem feito pelo escritorio de EGWhite.

 

 

 

 

Em face destas complicações, nosso adventismo vem sofrendo de diversos defeitos que precisam ser urgentemente corrigidos.

 

Mais uma das infinitas Mensagens da Cruz

 Perdoar é matar seu direito de justiça assim como Deus matou a si mesmo em seu Filho na cruz, todos nós temos indignação quando alguem erra para com nossos direitos...e de alguma forma não perdoamos, fofocamos, xingamos, magoamos, etc...mas quando olhamos aquEle que tinha todo o direito de nos condenar e não nos condena, mas nos ama, nós começamos a matar nosso direito de indignação, matar a nós mesmos, para amar e perdoar os outros assim como Deus morreu na cruz por nos ..então, é claro que a guerra deve continuar pela justiça e pela verdade, mas assim como Chê nos ensinou, "temos que ser firmes, sem perder a ternura" o perdão e o amor...

E a cruz de Cristo nos ajuda a viver acima de uma lógica animalesca que nos domina a todos, e faz com que odiemos uns aos outros, reclamando o tempo todo do  vacilo dos outros- a cruz pode realmente nos salvar - de uma forma que poucos poderão compreender- Então quando alguem te der calote, olhe para aquele que matou seu direito e te perdoou as dividas...quando alguem te tratar mal, quando alguem faltar em seu direito de justiça, olhe aquele que sofreu tudo e continua nos amando! perdoe, receba esta graça de Deus e reparta para com seus semelhantes...ore por mim para que eu pratiquer esta verdade, aliás, para toda a igreja pratique, ame e sejamos todos abençoados nesta infinita graça divina!!!

 

Amém

Alguns meses se passaram desde que o vídeo do Projeto Pr. Paul Washer foi colocado no ar. http://www.youtube.com/watch?v=Zp-zuuwrIII
Graças e glórias a Deus.
Se você já ficou facinado com este pequeno trecho imagina ao ouvir a pregação inteira. Bom agora você finalmente pode ver a pregação legendada por inteiro e ainda pode baixá-la para divulgar a seus amigos ou passar em sua igreja!!!
1) Tudo para Ele
http://www.youtube.com/watch?v=uSYyO-BOcMY&feature=related
2) A Ira de Deus
http://www.youtube.com/watch?v=jiavM3TPqbQ
3) Chorando Pelas Almas Enganadas
http://www.youtube.com/watch?v=TYP4R4a6H00&feature=related
4) Jesus Cristo é Tudo
http://www.youtube.com/watch?v=n0FhsG0keMU&feature=response_watch
5) O Que Teria Feito Um Pregador Moderno?
http://www.youtube.com/watch?v=eVEsB8HivLc
6) Um desafio aos Pastores
http://www.youtube.com/watch?v=FwCbpv8MKdo&feature=related
7)Pregação Chocante
http://www.youtube.com/watch?v=N5lw809gB94&feature=fvw

 

 

 

 Novas Velhas Idéias - Conhecendo aquilo que pensávamos saber

   http://blog.paulinas.org.br/up/p/pa/blog.paulinas.org.br/img/Jesus_Chama_1.jpg

 

( Site em construção ) 

 

....a questão é :

O pecado e injustiça merecem punição e ponto final. Se há um Criador responsavel e Pai, ele dará PUNIÇÃO a todos os injustos.

Se vc , que é uma pessoa sensata, sendo chefe de alguns, e vendo injustiças, não fica parado, que dirá um ser supostamente SANTO E TODO-PODEROSO E JUSTO fará.

Então tenho medo mesmo. Ele vai fazer punição severa contra toda injustiça! Vai fulminar e exterminar todo o pecado e pecadores.

Quem não se arrpender e caçar um jeito de se endireitar está em maus lençois...


Pior

é que esse Deus, declara que nos ama, e que matou seu filho amado, para aplacar sua IRA, E QUE O FILHO, se dispos voluntariamente para receber tal ira , para que nós, assistindo a trama, e o conflito nos dois seres eternos, pudéssemos nos arrepender e converter...

ai daqueles que recusarem tal oferta de paz!

Tudo que pôde ser feito foi feito...ainda Deus está aqui para te ajudar a crer...NÃO RECUSE... nossa vida não é e nunca foi nossa...andamos aqui emprestados..CUIDADO, VC NÃO TEM LOTE, NEM CASA, NADA, vc não tem nem o ar que respira..tudo é dele- vc não está na sua

ARTIGOS DE 2003 - ADVENTISTAS.COM

 

Separei alguns artigos escritos em 2003 que apresentam algumas razões para a transição entre velha aliança e nova aliança que a Bíblia propõe. Os artigos foram um pouco modificados pelo editor do site, mas expressam em 2003 pensamentos que precederam nosso rompimento ...meses depois ocorreu a visão que Deus nos outorgou de fundarmos a Igreja Adventista Nova Aliança, que para muitos pode ser a unica saída para a espiritualidade e contextos pertubadores das crises internas e bblicas que durante nossa vida dentro do adventismo percebemos. "Sai dela povo meu" é um brado de libertação que Deus nos autoriza a dar quando estamos em um sistema  dominado pelo mundanismo.

Os artigos abaixo não refletem bem  nosso pensamento atual, pois buscamos ser mais amenos, amorosos e cuidadosos, contudo, fazem parte do histórico de nosso rompimento e problemas enfrentados.

Espero que o leitor não se escandalize com fatos horriveis apresentados, mas que se anime no Senhor Jesus e na força do seu poder, acima de quaisquer instituições divinas tristemente pervertidas pelo sistemas do homem. 

 

 

 

Até Quando Durará o Escândalo na Internet?

 

Talvez você se surpreenda, mas pessoas que escrevem neste site, como eu, estão conscientes dos riscos de declarar verdades que se demonstram necessárias, pois podemos vir a causar escândalo para alguns e até desestimular a outros de seguir a fé adventista, tornando-nos desse modo indireta e relativamente responsáveis pela perdição eterna dessas almas.

No meu caso, imagino que irmãos mais fracos ou novatos na fé podem não suportar a leitura de tudo o que está expostoaqui. Acredito que, por muito tempo, muitos deixaram de manifestar sua indignação neste espaço, por amor a esses irmãozinhos adventistas e leitores casuais que visitam esta Igreja virtual. E sei também que os causadores e originadores dos escândalos denunciados aqui têm usado esses mesmos irmãozinhos como escudo de proteção, para continuarem como estão e destacarem a presença dos fracos quando repreendidos.

Perante o tribunal de Deus, tanto eles quanto nós teremos que dar contas pela perdição daqueles que foram comprados pelo sangue de Jesus, mas deixaram de ser atraídos a Deus por nossa influência. Os registros celestes contêm nosso nome, nossas ações, palavras, pensamentos e omissões... Não sabemos quando exatamente nosso nome será avaliado, mas em breve há de ser e devemos tremer diante deste fato, profetizado e confirmado pela interpretação matematicamente perfeita de Daniel 7.

 

Cristo, nossa defesa

Que justificativa daremos a Deus por essa "contenda virtual" que aqui desenvolvemos? Talvez nos escoraremos nos protestantes, que, por motivos semelhantes, tiveram que denunciar a Besta e o seu arbitrário domínio, o que provocou também descrédito à Religião Católica e até a Deus, como se confirma na História. O mundo, ao recusar a religião oficial denunciada pelos protestantes, abraçou a razão e os movimentos humanistas entre os séculos XVI e XVIII. Naquele período, havia também gente simples que não suportou ouvir denúncias contra sua querida Igreja e abandonou a fé!

Talvez, nosso advogado Jesus apresente diante de Deus o fato de não haver outra saída para nós, pois a liderança nunca dá ouvidos aos opositores. Não se reúne com os contestadores, disposta realmente a mudar e corrigir seus erros. Quando o faz, procura apenas justificar-se e exigir retratação. Trata-nos como inimigos mortais. Recomenda para que não preguemos nas igrejas. Marginaliza e exclui a todos os que se manifestam contrários ao que está estabelecido. Nas trienais, para votarem e seguirem como bem lhes parecer, convidam somente pessoas que dirão: “Sim, senhor, concordo”.

Entre os argumentos que provavelmente nosso poderoso advogado apresentará por nós, imagino algo mais ou menos assim:

“Meu Pai, eles encontraram na Internet a única maneira de se tornarem audíveis. Eles são menos culpados pelos escândalos, pois não foram seus autores. Eles apenas os denunciaram para que estes deixassem de acontecer. Estavam tentando, ainda que de forma imperfeita, consertar erros e problemas que já não suportavam mais ver. Falaram sem medir as conseqüências, na intenção de reformar a Igreja e de torná-la mais apta para o término da pregação do Evangelho. Não desistiram de pertencerem ao teu povo especial na terra. Por isso, arriscaram sua reputação, suas amizades, sua vida e até sua alma pelo direito, pela justiça, pela verdade que criam. Muitos deles, Meu Pai, desabafaram questões que lhes faziam doer a alma... Perdoe-os, Pai!”

 

Perdão que santifica

Podemos imaginar diversos argumentos justos de Cristo e diversas acusações “justas” de Satanás para os dois, três, ou mais lados de cada questão, de cada pessoa. O fato de a Bíblia profetizar um outro julgamento que durará mil anos, pois este o juízo investigativo já dura 159 anos terrestres, demonstra quão sério é Deus para demonstrar Sua justiça. Sua demora em determinar o retorno de Seu Filho também nos recomenda a encarar aquele juízo de forma nada superficial. [Apesar de hoje defendermos o que Jesus diz em  João 5:24 "Em verdade, em verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna e não entra em juízo, mas já passou da morte para a vida".] acréscimo deste texto colocado em 03-03-2011

Cada caso é especial para Deus, pois Ele deseja e ama a cada alma, ainda que tenha de lhe dar uma sentença negativa e despedir-se dela definitivamente. Por isso, diz a inspiração que “todo joelho se dobrará perante a justiça do Altíssimo, e até os joelhos do diabo reconhecerão a Sua verdade”.

Por outro lado, que dirão os causadores e mantenedores originais dos males apontados na Internet e, principalmente, os que se omitem de consertar o que é necessário? “Perdoa-nos, Senhor!” dirão. Ou também terão Cristo lhes advogando e dizendo: “Meu Pai, eles queriam continuar Te servindo na IASD, mas sabiam que se fossem contra certas coisas seriam banidos pelo sistema. Então, prudentemente, ficavam mais calados e cumprindo o ministério do modo que podiam cumprir sem arriscar-se a perder a oportunidade de fazê-lo...”

Imagino que o amorável Salvador poderá enumerar multidões de argumentos para defender aqueles que Ele comprou com Seu sangue e que ama profundamente. Mas, amigos, todos sabemos que Deus não pode perdoar pecados ainda que confessados, mas que não se abandonam... Deus é santo e justo. Isso torna o mero perdão de nossas faltas uma impossibilidade, tanto é que foi preciso a morte de Seu único Filho.

Se Deus nos pudesse salvar de outra maneira, certamente Jesus Cristo não morreria por nós. Deus não pode admitir pecadores no Céu. É isto o que revela aquela cruel e justa cruz. Ela não é uma injusta cruz, meus queridos. Ela é justa, pois ali foram definitiva e cabalmente pagos os nossos pecados! Deus é tão santo que teve de sofrer mais do que o Filho, para nos estender a mão, estando nós isentos da culpa paga pelo Cordeiro imaculado.

Aqui na Terra, dia a dia Ele derrama sua graça transformadora, mas aos que continuam em pecado já não restará mais arrependimento, senão juízo vingador em chamas de fogo prestes a consumir os verdadeiros adversários dos objetivos santos de Deus, que é a  nossa santificação no nome e caráter de Cristo. (Hebreus 10.)

A balança de Deus tende sempre da misericórdia para a justiça, da libertação dos escravos para os mandamentos da lei da liberdade, da graça para a vida totalmente consagrada a Cristo Jesus. E os objetivos de Deus são claros: Transformar,purificar sua Igreja, substituir os anjos caídos, fazer da terra a Capital do Universo e dos salvos, um eterno testemunho pelas infindáveis eras da eternidade.

Não nos enganemos irmãos, nada a não ser a santificação nos recomendará diante de Deus. Pois se os anjos cobrem até seus pés diante do Altíssimo (Isaías 6), como esperamos nos apresentar diante dEle, negligenciando tantas coisas que Jesus ensinou?

 

Cooperação com Deus

Precisamos cooperar com Deus, amados. Aos consagrados a Deus da Obra oficial, Deus conclama: “Confortai as mãos fracas e fortalecei os joelhos trementes, diga o fraco, eu sou forte no Senhor dos Exércitos.” Isaías 35:3. Aos santos, que defendem a Igreja no seu estado que se encontra, Deus ordena: “Saiam da frente! E não embaraceis os meus Servos que tentam purificar os vasos e lavar o santuário.” A todos: Cooperai com Deus e pela justiça. Diga um ao outro: Entremos em consenso pelo que é certo, unamo-nos pela verdade! Demos nossa vida pelos mandamentos daquele que deu sua vida por nós!

No tribunal de Deus, serão analisadas nossas palavras e as conseqüências delas por seres inteligentíssimos. Nossos motivos, desde o mais íntimo dos pensamentos, estarão claros e nítidos perante eles que detém todas as informações de nossa vida.

Quanto às conseqüências do que já escrevi, desejo me humilhar perante vocês. Faço um apelo. Não, não é exatamente um apelo. É mais um pedido de socorro: Por favor, pelo amor de Deus, filtrem o que escrevi, perdoem-me as imperfeições. Mas, se em algum item, apresentei o que é justo, por favor, aceitem e busquem a Deus para reformar. Pois se minhas palavras não causarem a salvação, então Deus não ficará satisfeito comigo. Ficará irado, pois fui um servo incompetente. Peço, portanto, a vocês que desconsiderem minha incompetência e atentem para as verdades que puderem ser observadas. Salvem-me, salvando-nos mutuamente!

O que detém a ira de Deus é Sua misericordia, mas Seu cálice está quase derramando. Unamo-nos, portanto, para fazer o que de nós é requerido. Se não, ai de nós. Ele virá e haverá muito rigor contra os adventistas, que detiveram grandes privilégios e verdades e não os valorizaram como deveriam.

Estamos em gravíssimo risco. Estamos lidando com um Deus Santo, irmãos. Não brinquemos! Não caçoemos. Não digamos um ao outro: “Nada nos advirá de mal”. Pois é terrível o dia do Senhor e ai daquele que deseja o dia do Senhor pois é dia de trevas e não de luz.” Amós 5:19-20.

Tomara que, diante de nossa condição, digamos: “Espere Senhor, não volte logo, nós até sabemos que deveríamos dizer: “Ora, vem Senhor Jesus!”, mas não estamos preparados. Tenha misericórdia, meu Deus! Permitiremos, Senhor, que Jesus cave em nosso redor e nos livre do mato e ervas daninhas que cresceram, que Ele nos fertilize com o poder de Seu Espírito e então, produziremos fruto Senhor!

 

Humilhação coletiva

Vamos nos reunir para uma humilhação coletiva diante de Deus, para que a Igreja Adventista do Sétimo Dia possa brilhar bem mais do que tem brilhado, neste mundo tão carente de uma igreja séria como a nossa. Abracemos de vez a todos os mandamentos de Deus, revelados por seu Filho Jesus.

Deus não nos impõe fardos pesados para carregarmos. Ele quer dar-nos fardos leves, fáceis de seguir. A maior dificuldade está em desvencilharmos de nossos fardos, das preocupações, da mentalidade, do medo, das tradições que imperam e pesam sobre nossas costas...

Uma sábia reunião poderá acontecer. Depois outra e outra. Com a participação de todos em espírito de santa comunhão. Assuntos até então evitados, serão discutidos. Os maiores serão os menores e os menores serão os maiores, como Cristo ensinou. Coisas e pontos injustos serão votados em santa consciência, sem manipulação, com todo o respeito. Mudanças ocorrerão paulatinamente e à medida que invocarmos a Deus, Ele nos irá abençoando ricamente e, como o povo de Israel, arrependido e renovado, sairá para ganhar grandes vitórias para Cristo. Pois quem se humilha será exaltado e aquele que se exalta será humilhado.

Queridos irmãos, que tal começarmos a orar e a santificar nossas vidas por este primeiro objetivo? Que tal ensaiarmos pedidos de desculpas uns aos outros e em choro e humilhação invocarmos a santa presença de Jeová? Só assim haverá união. Só assim os escândalos da Internet deixarão de existir. Mas se não houver humilhação de toda a Igreja perante Deus, então, irmãos, não serão os sites de oposição que nos atormentarão, será o próprio Deus!

A oração tem poder, irmãos. “Sem mim, nada podeis fazer”, disse Jesus. Mas, com Ele, tudo poderemos nAquele que nos fortalece. Mudar o Sistema da Igreja, meus amados, não é difícil para Deus. É bem fácil. O Sistema que para muitos é um monstro indestrutível, um gigante de Canaã, com um sopro do Espírito Santo, soprado por Jesus, cairá e cortaremos sua cabeça... Em breve, estará sob os nossos pés e Cristo reinará para honra e louvor do nome de Deus.

Vamos dar as mãos, tanto quanto pudermos. Vamos nos abraçar e chorar juntos. Vamos tomar decisões juntos. Vamos deixar que Cristo comande, que Seus mandamentos sejam atendidos. Oremos irmãos, a oração foi a chave da vitória de Moisés, de Elias, de Jesus, dos protestantes, dos pioneiros... É a nossa chave para abrir os grilhões. Oremos.— Sodré Gonçalves, autor da série de artigos: Nova Avaliação Geral da IASD, publicada em maio, sobre vários tópicos.